Quarta-feira, 7 de Fevereiro de 2007

Insanidades

já estou há mais de duas horas com esta página em branco. Sinto que tenho tanto para desabafar e nada do que escrevi até agora me agradou, tal como nada do que tenho sentido me tem agradado.

Sinto-me desorientada e a ter conversas insanas há quase uma semana. Já começo a juntar A com B e a achar que possa ter mesmo um problema orgânico cerebral ou ideias delirantes (mas isto sou eu a exagerar... ou então não!)

No curso ando sem vontade de estudar, apesar de tudo isto ser interessante e apesar de saber que estou onde quero.

No amor continuam as conversas insanas. Agora dei em ficar estranha por fragmentos de um passado que não me pertence e não me deveria sequer beliscar, quanto mais fazer mossa. Ando com uma ideia fixa há 3 dias. Sinto que quero voltar a estar sozinha. Não deixei de gostar dele. De modo algum! Amo-o com todas as minhas forças e como nunca pensei amar alguém... mas por tanto o amar, recuso-me a deixar que ele tenha de aturar as minhas insanidades. Será assim tão errado querer evitar que a imagem que tem de mim se deturpe? Será assim tão errado querer que jamais pense em mim como me estou a mostrar neste momento? É tão fácil criar estereótipos e aplicar definitivamente o rótulo que nos foi dado a conhecer nos piores momentos. Tenho receio de que afinal a ideia que reste de mim seja esta e isso eu quero definitivamente evitar, porque os meus rótulos negativos já os conheço bastante bem... Neste momento não me sinto com forças para mais e enquanto assim estiver tudo em mim se degrada e tudo à minha volta segue o mesmo rumo. Quero impedir isso...

Confesso que tenho estado insuportável, irritável por tudo, a maior parte das vezes apática e desinteressada... e isto em apenas meia dúzia de dias!

Não sei que me faltará fazer para que me assinem o atestado de loucura e me internem. [Mas seria um louca com estilo e repleta de ideias com tanto de geniais como de incorerentes, isso garanto! ;)]

Mas não sou pessoa para baixar os braços... chegará ao ponto em que me farto desta inércia, revolto-me por estar a ser tão parva e digo a mim mesma BASTA!

Mas quando?

Danni
publicado por Danni às 17:41
link do post | Vá, diz qualquer coisinha! | favorito
10 comentários:
De Danni a 20 de Fevereiro de 2007 às 22:54
Peste: Se eu fosse homem seria um gayzão danado pra brincadeira! eheheheheh. Tas perdoada! Jinhos
De Peste a 16 de Fevereiro de 2007 às 21:15
ai kida desculpa num sei onde pk fui pensar q eras um home!!!

hihi

Perdoaaaaa-me


beijinhosssssssssss

De Danni a 9 de Fevereiro de 2007 às 18:39
KARLYTUS: Migo lindo, prometeste comentar e cá estás! Antes de mais, obrigada pela tua preocupação esta manhã em saber como estava. O que escreveste sobre mim... bem... fico sem jeito. Não estou habituada a muitos elogios (eu própria não me elogio), mas sabe bem ler por ser da tua parte. És mesmo um migo muito quido e isso senti logo desde que começamos a falar (não era à toa que almoçava em meia hora! ;) lol)... e sim, conheces uma parte, uma grande parte, porque no fundo somos semelhantes em muita coisa. Agora essa tua bola de cristal infálivel deixou-me a pensar... pergunta-lhe se algum dia deixarei de ser louca. Se ela te disser que sim, por favor nunca me digas... prefiro viver na ignorância, pensando que serei sempre assim. No fundo, também gosto de ser assim. Sei que tenho estes downs de vez em quando, mas também sei que quando digo "basta!" luto com toda a artilharia de que disponho para sair do marasmo (e se não tiver artilharia suficiente, vou arranjar!) ;)
Qto às questões, quero que ele me ame por aquilo que sou, por isso nunca criei nenhuma imagem... todos sabemos que até a melhor máscara um dia cai. Não tenho quaisquer dúvidas em relação ao seu amor por mim e às razões para me amar. Ele faz questão de o demonstrar todos os dias. Nunca tive ninguém que me tratasse assim. Ás vezes penso que é bom demais e que um dia destes acabam tantas atenções e demonstrações de afecto... mas isso é a minha veia pessimista a querer manifestar-se e eu mando-a logo fechar a matraca, sob pena de a mandar secar na corporacion dermoestetica! Miguinho quido, obrigada pela força. Beijos dos nossos. P.S.: temos de combinar... há séculos que andamos a dizer isto, mas algum dia terá de ser. Prepara-te psicologicamente ;) Jokinhas
De Karlytus a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:51
Antes de mais assino por baixo do q disse a Lu.. ;)

Doida, o que escreveste so me vem confirmar como es uma pessoa especial.. e como a minha bola de cristal é infalivel.. és do tipo de pessoas (raras) q vale bem a pena conhecer.. (falo como se te conhecesse.. hehe e no fundo acho q conheço.. uma parte.. qq das maneira ninguem (nem tu mm) conhece a Danni a 100%..)

Como te compreendo.. talvez preferisse nao o compreender pois talvez fosse mais feliz.. ou nao.. mas sou como sou e adoro ser assim.. :D

Concordo a 100% com o q dizes, realmente tudo muda conforme o nosso estado de espirito.. vemos o q queremos ver..

No fundo és uma mulher de paixoes.. e isso tem o seu preço.. vives como numa montanha russa.. ;)

Sinto q foi uma fase.. e q pouco a pouco te sentes cada vez melhor.. sinto-te melhor.. Sabes por vezes o dificil é dar o 1º passo.. vencer a inércia.. depois fica tudo mais facil.. ;)

Qt às questoes de amor.. bem nao é assunto mto facil nem consigo falar dele aqui pois penso que dez mil caractes nao chegariam nem para a introdução... ;)

Seja como for aqui fica um pensamento meu: quem queres que ele ame? A Danni que existe ou aquela que tu queres/querias ser??

Uma pergunta: Tens alguma especie de duvida em relacao ao amor q sente por ti? Em relação às suas razoes para te amar?

Bem miga doidona.. curte a tristeza o mais intensamente possivel pq assim fartas-te rapidamente dela...

Beijos dos nossos.. ;)
(com todo o respeito como é natural.. com respeito e tambem com um pouquinho de sal e açucar.. hehe)
De Danni a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:14
SAM: Tou ON de novo... a ver se não me da um vaipe OFF até ao final dos exames (depois uso a tua receita: umaqueca e uma xiba! Se não resultar tas tramado! hehehe). Jinhos doidão!
De Danni a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:12
VIDINHA: Tens razão... de alma lavada é mais fácil... Thanx pela visita e pelas tuas palavras. Jinhos
De Danni a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:11
LÚCIA LOURENÇO: Obrigada pelas tuas palavras. Fica descansada, consegui chegar onde querias que chegasse... sei ler nas entrelinhas;) Na realidade, quando estamos bem aceitamo-nos como somos... loucos, cada um à sua maneira... mas quando estamos na mó de baixo tudo isso muda... eu então nem me suporto. Mas já lá vai o pior. Foram dias que nem eu entendi de onde vieram! Thanx pelo apoio e pela preocupação. Jinhos
De Sam a 9 de Fevereiro de 2007 às 09:14
LOLOLOL ali em cima a Lucia faz-me rir!! Somos mesmo um oposto! eu sou completamente maluko, so faço merda e safo-me sempre! Tenho habitos de vida ( inclui até de higiene) que nem te passa! lolol

Bem amiga! Somos no entanto mais parecidos tanto está ON como está OFF por isso sei que não vale a pena martelar muito!
Beijão bom fim de semana! E fica bem! Sê feliz!
De vidinha a 8 de Fevereiro de 2007 às 13:08
Aprendi que no amor verdadeiro se dá e se recebe sem cálculos ou fórmulas mágicas e que, ser perfeita cansa... muito mais do que nos deixarmos amar assim como somos... despreocupadamente com a certeza do amor.
De LciaLoureno a 7 de Fevereiro de 2007 às 18:03
Se nos conhecessemos pessoalmente, acho, que chegariamos à conclusão que somos as duas pessoas mais diferentes deste mundo... contudo, revejo-me tanto no que escreves que até mete impressão... tanta que nem sei como comentar...
Amar uma pessoa a ponto de querer que ele conheça apenas uma parte (boa ou má) de nós, demonstra que ele tem um valor incalculável para ti... mas, pensa bem, ao fazeres isso além de o estares a afastar, estás a faltar a ti mesma... tu és como és... louca, sã... és a Danni completa... as duas faces do espelho e não é justo que mostres apenas uma parte... se ele te amar como tu o amas a ele, vai compreender que a unidade só é completa na dualidade... (espero ter conseguido transmitir bem a ideia)...
Não existem pessoas simples, pessoas fáceis, pessoas fáceis de amar... existem, apenas, pessoas... e o primeiro passo é aceitarmo-nos como somos... para que os outros nos aceitem também...
Quanto ao que tu dizes da loucura... eu, moi même, a Je... sou daquele tipo de pessoas muito certinhas, que faz sempre tudo direitinho,como manda o figurino, como se escrevesse num daqueles cadernos de antigamente, de duas linhas... e sabes, cheguei à conclusão que sou uma fraude, que o ser certinha tem tanto de (como dizer) "louco", "anormal" (sei lá) como o ser completamente desenfreado e fazer loucuras atrás de loucuras!!Estou a aprender a ser eu mesma e estou a "ensinar" as pessoas a aceitarem (pouco a pouco) o meu novo eu (embora esteja a ser muito estranho pra eles que já puseram em causa se eu não andaria metida em "cenas maradas" LOLOL Habituei-os mal!!)
Acho que me "embrulhei" toda neste comentário e não consegui dizer o que queria dizer realmente... mas, espero, que tenhas percebido a ideia... não és louca, não estás mal... não te afastes dos que amas... a vida é assim mesmo, temos que enfrentar esse facto e viver com isso!!

Jokas

Vá, diz qualquer coisinha!

:.Queres falar com a gaja?

danni_mrls@hotmail.com

:.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
31

:.Afinal quem é a gaja?

:.Últimos devaneios

:. Último episódio

:. Just think about it!

:. Portugal 3 - Hungria 0

:. Um abracinho

:. A euromilhas de distância

:. Dia de S. Nunca

:. A pedido de...

:. O fiel jardineiro

:. Pau que nasce torto...

:. There's no need to argue....

:.Já lá vai o tempo

:.tags

:. todas as tags

:.Outros vôos por onde me perco

:.Rapidinhas


:.De que andas à procura?