Domingo, 30 de Outubro de 2005

Evolução

Sinceramente, foi um fim-de-semana da treta. Este pessoal sabe bem como fazer-nos sentir à vontade... Puta que pariu! Mas se algo de positivo há a retirar de tudo isto, é o facto de me ter feito reflectir um pouco e analisar a minha evolução.

Quando eu dizia no título de um post anterior que queria fechar aquela porta de vez, queria mesmo... e foi o que fiz! Por vezes são necessárias atitudes radicais para que a mudança aconteça. Agora não permito que seja lá o que for desse meu passado venha perturbar-me. Querem um exemplo de como me estou bem a borrifar? Cá vai! Poucos dias depois de ter publicado esse artigo, recebo um sms do “amigo colorido” referido nesse texto (cuja família e ex-namorada foram o motor e combustível de todo o falatório em que me vi envolvida). Perguntava-me, entre outras coisas (e passo a citar) “porque publicitas tanto a tua vida?”. Daqui depreendemos dois pontos essenciais: que é um fan deste blog e que percebe pouco de português. Relativamente ao primeiro ponto, é-me completamente indiferente que continue a ler o que escrevo, incluindo este texto, desde que não me venha chatear a mioleira com merdas, porque eu agora não tenho paciência para isso! Em relação ao segundo ponto... DAHHH! Precisamente porque é a MINHA vida e me reservo ao direito de falar nela até ao limite que eu bem entender! Para além do mais, o problema do menino sempre foi o que eu pudesse falar dele com quem quer que fosse... esquece-se de que aqui não cito nomes. Quem conhece esta história, já está por dentro dos pormenores há muitos meses. Não precisa de vir aqui ao meu blog para ficar a saber! Quem não o conhece de lado nenhum, para além de não estar a perder nada com isso, fica a conhecer apenas os factos, que é quanto basta. Após ter respondido ao sms (sim, porque eu sou educada), dei o assunto por encerrado.

Este blog acabou de ter para mim a mesma utilidade que a sanita tem para o cagalhão... acabei de descarregar para aqui as minhas merdas! Agora é só puxar o autoclismo e já nem penso mais no assunto! Hehehe.

Estou agora a reparar... é “fan” ou “fã”? DASSS... agora vou ficar meia hora a pensar nesta merda!

Bem, adiante que se faz cedo (já passa das 7:30 da matina)!
Nesta sexta-feira, por volta das 3:30h, fui ao bar onde costumava ir com alguma assiduidade, até há mês e meio. Deixei de lá ir com a regularidade que me foi característica durante vários meses por dois motivos fundamentais: afastar-me de um ambiente que já estava a ficar demasiado carregado de falsidade (sinceramente, deixei de ter pachorra para certas atitudes disfarçadas de simpatia) e evitar cruzar-me com a pessoa a que me refiro no post anterior (que foi, afinal, o principal motivo por que frequentei o bar durante aqueles meses). Continuando com a excelente narrativa... havia apenas quatro pessoas ao balcão, em amena cavaqueira (leia-se: galhofa). Duas dessas pessoas eram o meu ex de demasiados anos e o tal moço do post anterior. Estes dois em alta galhofa estão a fazer-me lembrar um outro artigo por mim publicado... Já sei! É “O Círculo Negro”... agora decifrem vocês porque digo isto!

Isto agora foi um autêntico rebuçado para todos os miseráveis nojentos da santa terrinha, que gostam de comentar a minha vida até à exaustão. Finalmente foi desta que ficaram a saber, sem margem para dúvidas, quem é a tal paixão não correspondida da Danni. Sim, ficaram a saber... e daí? O facto de saberem contribui para o crescimento mamário ou piroquiano dos vossos fracos e diminutos atributos? Não, pois não? Então ponde-vos no caralhinho e não me chateiem a cueca tanga, que já não tenho paciência para vos aturar!

Malta, este aparte era apenas para as línguas viperinas cá da terra, para as quais me estou a cagar altamente! É que não sou cretina ao ponto de pensar que deixaram de cá vir espreitar... São meus fans, obviamente! LOL. Com toda esta conversa, longe de mim querer ser o centro do universo ou achar que tudo tem de girar à volta do meu umbigo... por muito que haja quem me rotule de gostar de ser o centro das atenções. Dor de cotovelo, é o que é! Este tipo de comentários, vindos de quem vêm, não têm qualquer validade... e bocas que vêm de baixo, é bom que saibam fazer minetes!

Continuando... cheguei ao balcão e ficou tudo numa espécie de silêncio constrangedor. Não tenho a puta da mania da perseguição, de modo que não presumi que estivessem a falar de mim, mas apercebi-me de que a minha presença era castradora do bom ambiente que estava antes de eu ter entrado. Há algumas semanas, teria sido o suficiente para eu ficar a matutar merdas (do género “estou a mais em todo lado”) e provavelmente teria ido embora dali. Nesse dia pura e simplesmente não me apeteceu! Que merda! Sou livre de lá estar e consumir, independentemente de quem lá esteja... e que o meu nariz seja o meu ponto final! Assim sendo, pedi uma caipirinha e fui para a outra extremidade do balcão.

Enquanto lá estive, pensei bastante sobre o que tem sido até agora os meus 28 anos...
Sinto que entrei numa nova fase, que fiz um RESET e que tento começar tudo de novo. O facto de ter ido estudar para Coimbra também contribuiu positivamente. Foi uma espécie de “fuga ao caos”. Enquanto não arranjo trabalho, estou ocupada com o curso que sempre quis. Já conheci uma série de novas pessoas e novos ambientes, embora ainda não tenha propriamente um círculo definido. Passo toda a semana fora desta terra, sem estar tão longe que não possa cá vir sempre que precisar ou me apetecer. Se não fosse o facto de a minha irmã também lá estar a estudar, querer vir aos fins-de-semana e ter cá a minha família, acreditem que eu não vinha com tanta assiduidade.

Concluindo... ali estava eu, no bar onde cheguei a passar dos melhores momentos nos últimos meses, a pensar que deixara de ter pontos de referência na terra onde vivi quase toda a minha vida e que, embora só lá tenha passado três semanas, já me sinto adoptada por Coimbra. Definitivamente, aqui não é o meu lugar!

Terminada a caipirinha, paguei e desuni dali para fora. Reflexão concluída...

Danni
publicado por Danni às 09:48
link do post | Vá, diz qualquer coisinha! | favorito
13 comentários:
De Srgio a 20 de Novembro de 2005 às 21:25
Após algum tempo de ausência do mundo,por motivos algo obscuros k a minha vida pessoal me impos,volto a visitar o teu blog,e kero desde já dar-te os meus parabens em como tás a encarar a tua vida e a forma como lidas-te com essa situação um pouco incomoda.Quanto a mim depois de ter perdido o amor da minha vida,segui em frente e deparei-me com uma serie de situações novas pra mim k vão desde a alegria extrema de ter alguem na vida de novo,até a uma tentativa de suicidio.Agora vejo a vida de outra maneira e sinceramente,estou a adorar.Neste momento sinto-me a melhor pessoa do mundo e nada me pode tocar!A minha ex já tem alguem(parabens pra ela),e eu tb,kero mais é k ela se foda,ela é k ficou a perder.Vejo k tu tb tás numa fase nova da tua vida,e k tás a curtir milhões,continua assim,porque se tu não curtires a vida,ninguem o fará por ti.Eu espero continuar aki por muito tempo a acompanhar a tua vida e a dar-te a conhecer um pouco da minha.Fica bem.1 grande beijo!
De Loba das Estepes a 10 de Novembro de 2005 às 23:38
Ehehehh, era mesmo pra ignorares! Eheheh ;)
De Danni a 9 de Novembro de 2005 às 12:41
P/ MANELITA: Antes de mais,obrigada pela visita (penso que é a 1ª vez). Tens toda a razao. Tenho um mundo totalmente novo à minha frente. O passado já não está à minha frente. Sem referencias nem perspectivas, sou eu quem faz o trilho que devo seguir. Beijinhos
De Danni a 9 de Novembro de 2005 às 12:37
P/ INCONFIDENTE: Tens toda a razao!Definitivamente há mesmo quem não mereça absolutamente nada do que sinto... apenas a mesma distância com que me trata. Mas isso seria estar a dar importancia a quem nao devo! Beijinhos
De Danni a 8 de Novembro de 2005 às 22:06
P/ LOBA DAS ESTEPES: Neste momento tenho todo o mundo pela frente... e o passado cada vez mais se acomoda no seu lugar. Parte dele está no caixote do lixo da minha memória, porque assim o mereceu. Quanto às minhas queridíssimas Doc Martens, já foram comigo pra sitios nunca antes imaginados e trago-as calçadas em todos os momentos importantes... Vender as minhas ricas botas?! É que nem pensar!!! vou fingir que nem li essa parte do comentário! hehehe. Jinhos
De Danni a 8 de Novembro de 2005 às 18:08
P/ ELSITA: ...E nao é que os tomates têm andado a crescer?! É mesmo preciso tomar atitudes radicais de vez em quando. Beijinhos
De Danni a 8 de Novembro de 2005 às 17:34
P/ SHOOTINGSTAR: Que seria do contador de visitas sem os nossos fãs especiais, nao é?... Bolas! A escrever não dá pra notar o tom irónico da coisa.;-) Cada vez mais me desilude a natureza humana, mas também cada vez mais faço questão de que tudo isso me passe ao lado. Enfim, há quem só mereça indiferença... mesmo que se trate de quem menos esperávamos. Um grande beijinho. P.S.: agradecida pelo esclarecimento;-)
De manelita a 4 de Novembro de 2005 às 22:55
mudaste de vida e o mundo está à tua frente! um mundo de escolhas tuas e de novidade, aproveita ao máximo!
De Loba das Estepes a 3 de Novembro de 2005 às 00:57
Já agora: já reparaste que isto já dava em consultório sentimental?? Ehehhhe
Aqui és a paciente, nós os psicólogos, e a conta não é paga!!! Eheheheheh
Oh Danni!!! Vende as botas mulheri!! Ehehhhe
Livra-te! Levas um pontapé no cú! ;)
Força miúda!!!
De inconfidente a 2 de Novembro de 2005 às 14:46
Já passou? ENTERRA!!!! e nem te dês ao trabalho de te chatear, não vale a pena.

Vá, diz qualquer coisinha!

:.Queres falar com a gaja?

danni_mrls@hotmail.com

:.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
31

:.Afinal quem é a gaja?

:.Últimos devaneios

:. Último episódio

:. Just think about it!

:. Portugal 3 - Hungria 0

:. Um abracinho

:. A euromilhas de distância

:. Dia de S. Nunca

:. A pedido de...

:. O fiel jardineiro

:. Pau que nasce torto...

:. There's no need to argue....

:.Já lá vai o tempo

:.tags

:. todas as tags

:.Outros vôos por onde me perco

:.Rapidinhas


:.De que andas à procura?