Terça-feira, 30 de Junho de 2009

Até quando?

          Foto: Nuno Baptista

              In Olhares.com

 

Continuo sem saber o que fazer a este ponto final que teima em me fazer pensar em tudo o que não quero...

 

Continuo a olhar para trás e pensar que são demasiadas incertezas... talvez mais do que aquelas que consigo suportar...

 

Continuo a sentir-me nauseada com o que a minha imaginação me faz ver...

 

Até quando?

 

Talvez fosse mais fácil congelar o tempo e não pensar. Acordar quando toda esta fase estranha tivesse passado... Sim, o meu mal sempre foi pensar demasiado nas coisas e ter uma imaginação demasiado gráfica. Em tempos, alguém com conhecimeto de causa disse-me que eu era uma pessoa bastante emotiva e com ressonância bastante secundária... e não é que sou mesmo! Os acontecimentos marcantes da minha vida não me alegram ou entristecem apenas no momento em que ocorrem, mas ficam em mim de tal forma que, passados anos, continuam a alegrar-me ou, pior, entristecer-me e frustrar-me como se tivessem acontecido naquele momento. Sou mesmo assim e ainda não descobri a melhor maneira para contornar isto.

 

Gostava de ter um botão de reset, para esquecer tudo o que me fere a alma e me impede de ser feliz.... mas não tenho.

 

 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

 

 

No final tudo se tornou tão difícil.

 

Há já muito que não estava a ser eu mesma e com isso acabei por magoar quem não o merecia. Disse muita coisa que não queria nem sentia, apenas com o intuito de magoar e também ouvi muita coisa que me magoou, talvez não pelo conteúdo mas sim pela forma como foi dito... e se há algo que não volta atrás, é a palavra depois de proferida e o tempo depois e perdido.

 

Desculpa...

Eu sei... as desculpas não se pedem, evitam-se... vale para ambos.

 

Há momentos em que sentimos ser tarde para muito do queriamos ter sido. Hoje, nada mais temos a dar um ao outro, senão este clima de incerteza e de acusações de parte a parte e isso não é bom para nenhum de nós! Não é assim que vamos a algum lado...  mas também já muito foi dito e feito por ambos, que nós impede de avançar. É triste. 

 

Sei que, afastando-me, este mau ambiente não se voltará a repetir e esse é um bem maior que me fará afastar-me sem mais questões ou acusações. Abnegação sempre foi o meu forte e, graças a essa estúpida abnegação, consigo forçar-me a não olhar para trás, nem pensar no que deixei... no que deixei de ter... no que deixei de desfrutar... no que deixei que me escapásse por entre os dedos...

 

Obviamente isto não vai impedir-me de pensar, mas vai impedir-me de sofrer... e em última análise, também a ti.

 

Uma vez mais, desculpa... mesmo... por tudo.

A ti, já te desculpei...

 

Até sempre.

Danni

 

 

 "Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades."
(Luiz Vaz de Camões)
 

 

Hoy me siento: abalada e triste
música: love hurts (Nazareth)
publicado por Danni às 16:17
link do post | Vá, diz qualquer coisinha! | favorito
2 comentários:
De Cinderella a 3 de Julho de 2009 às 00:52
Danni,
Sei que estás a sofrer. Apesar de não saber os motivos que levaram ao ponto final, outras linhas hão-de ser escritas, e quem sabe se poderá dar continuidade à história. Por vezes precisamos de parar para saber que continuidade dar à nossa história. Talvez seja bom, um ponto final no momneto certo. A pessoa para quem escreveste o texto há-de também perceber isso, e a saudade e os sentimentos falarão por si.
Ponto final, ou parágrafo?
De Danni a 4 de Julho de 2009 às 07:33
Obrigada pelas tuas palavras. Não sei como será a partir daqui. Sei que, apesar de muito ter sido dito, ainda mais tem de ser conversado. Nada é o que parece e as palavras e, pior, a forma como são proferidas, ferem como punhais...
Este ponto final chegou quase no limite... e durante o tempo em que foi oficial, não sei se as saudades e os sentimentos não terão sido apenas meus... não sei...

Vá, diz qualquer coisinha!

:.Queres falar com a gaja?

danni_mrls@hotmail.com

:.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
31

:.Afinal quem é a gaja?

:.Últimos devaneios

:. Último episódio

:. Just think about it!

:. Portugal 3 - Hungria 0

:. Um abracinho

:. A euromilhas de distância

:. Dia de S. Nunca

:. A pedido de...

:. O fiel jardineiro

:. Pau que nasce torto...

:. There's no need to argue....

:.Já lá vai o tempo

:.tags

:. todas as tags

:.Outros vôos por onde me perco

:.Rapidinhas


:.De que andas à procura?